Consórcio de oito bancos tem disponíveis 141 mil milhões Kz para apoio ao sector produtivo

BAI, BFA e BIC vão conceder 30 mil milhões Kz cada. O Standard disponibilizará 20 mil milhões Kz. Millennium Atlântico vai financiar 15 mil milhões.BNI, BCH e BCI também entram.

Um consórcio de oito bancos vai disponibilizar até final do ano 141 mil milhões Kz para financiar o Programa de Apoio ao Crédito (PAC). O acordo de financiamento assinado, esta semana, entre o Governo, banca e o Fundo de Garantia de Crédito (FGC) visa facilitar o acesso ao crédito aos produtores que estejam disponíveis para produzir 54 bens, no âmbito do Programa de Produção Nacional, Diversificação das Exportações e Substituição das Importações (PRODESI).

O financiamento resulta dos memorandos de aplicação do PAC assinados entre o Ministério da Economia e Planeamento (MEP), órgão que vai monitorar o programa, Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA), FGC e oito bancos comerciais que aderiram à campanha.

Os bancos BAI, BFA e BIC vão conceder 30 mil milhões Kz cada, enquanto o Standard Bank disponibilizará 20 mil milhões Kz. Millennium Atlântico vai financiar 15 mil milhões Kz.

Os bancos de Negócios Internacional (BNI) e o Comercial do Huambo (BCH) vão disponibilizar 6 mil milhões Kz cada, enquanto o BCI fica nos 4 mil milhões Kz.

Quanto aos beneficiários, o BDA e FGC vão priorizar os empresários que já produzem parte dos 54 produtos e que pretendam expandir a sua actividade com os financiamentos agora disponibilizados.

(Leia o artigo na integra na edição 527 do Expansão, de sexta-feira 7 de Junho de 2019, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)